Como cobrar pelo seu trabalho: Dicas para dar o preço certo

37 - Como cobrar pelo seu trabalho
Amanda Naves

Amanda Naves

Como cobrar pelo seu trabalho: Dicas para dar o preço certo 

Por aqui nós já aprendemos que maquiadora é profissão SIM, e que nós devemos ter uma boa formação. Portanto, nós também devemos saber precificar o nosso trabalho da maneira correta, afinal, é o seu trabalho e a sua renda. 

Essa é uma dúvida bem presente quando abro caixinha de pergunta no meu Instagram, e eu vim aqui para tirar essa dúvida de uma vez por todas e te ensinar a ganhar o seu merecido dinheiro através da sua profissão! 

A precificação pode ser dramática para alguns públicos, uma hora o valor está alto demais e a cliente não quer pagar tudo isso em maquiagem, outra hora ele está muito baixo e elas começam a duvidar da qualidade.

Então bora lá?  

Quanto devo cobrar por uma maquiagem profissional?

  1. Faça Benchmarking.  

Pode parecer uma palavra difícil, mas o significado é mais fácil do que parece. 

Benchmarking é uma análise estratégica das melhores práticas usadas por empresas do mesmo setor que o seu. Benchmarking vem de ‘benchmark’, que significa ‘referência’, e é uma ferramenta de gestão que objetiva aprimorar processos, produtos e serviços, gerando mais lucro e produtividade.”

Ou seja, é pesquisar – e pesquisar mesmo – sobre o seu setor  (maquiagem) e ver quanto as maquiadoras tem cobrado por aí.  Isso vai fazer com que você tenha embasamento e não cobre um valor exorbitante, nem barato demais que as faça duvidar da qualidade do trabalho.  

Faça uma boa pesquisa de mercado: a chave para definir o preço ideal é a pesquisa. Descubra quanto outros maquiadores e salões estão cobrando pelo serviço e vá na média. Sempre pesquise sua área, se a cidade for pequena considere a cidade inteira, caso seja grande pesquise seu bairro ou bairros próximos. E agora vamos as dicas:

  1.  Considere os materiais utilizados:

Antes de decidir um preço lembre-se quais são seus instrumentos de trabalho, e que vai usar muito de seus materiais. Se for utilizar materiais de maior qualidade o preço deve ser maior.

preco-maquiagem-profissional-2

Se quiser ganhar 6 anos de experiência como maquiadora em 30 dias e ganhar de 2.000,00 a 4.000,00 reais por mês, clique aqui

  1.  Coloque a margem de lucro:

Não se esqueça de adicionar o lucro ao preço final. O lucro é essencial para que seu trabalho valha a pena no orçamento. Não adianta cobrar um valor pelo produto e não ter o seu lucro no trabalho. 

Vamos supor, por exemplo, que na sua Make serão usados os seguintes produtos: primer, base, corretivo, pó, lápis, sombras, mascará de cílios, blush, contorno, iluminador e batom.

A aplicação de cada um desses produtos, sendo da marca Vult, ficaria na média:

  • Primer – R$1,16;
  • Base – R$ 0,90;
  • Corretivo – R$ 0,23;
  • Pó – R$ 0,47;
  • Lápis – R$ 0,56;
  • Sombras – R$ 0,60 (cada sombra utilizada, logo, se você usar três tipos, o profissional vai cobrar três vezes esse valor);
  • Mascará de cílios – R$ 0,51;
  • Blush – R$ 0,34;
  • Contorno – R$ 0,42;
  • Iluminador – R$ 0,50;
  • Batom R$ 0,31.

Esse seria o valor dos produtos na sua maquiagem, o valor restante, seria o seu lucro. 

  1.  Mantenha tudo tabelado:

Vamos entender uma: Organização no trabalho é TUDO! 

Aproveite aquele conhecimento de Excel que adquiriu no colégio ou na faculdade e faça uma tabela de preços. Algo muito complicado é desnecessário, o que importa é ter tudo anotado e detalhado. 

Coloque o preço de custo de todas as maquiagens, calcule a quantidade aproximada que você utiliza em cada cliente, assim você terá o preço unitário da maquiagem, ou seja o preço do material utilizado, com esse valor, acrescente o gasto com deslocamento e o seu lucro. 

Não esqueça de verificar também o preço de mercado. Isso também ajuda a dar o preço final para as clientes sem se confundir. Lembre-se que quanto mais capacitada você for, maior o preço que poderá cobrar. Afinal, você é uma maquiadora profissional e pode cobrar mais por ter este título.

  1.  Cobre por serviço feito e não por hora trabalhada:

É mania de profissional freelancer querer cobrar a hora, mas isso pode dar problemas para maquiadores! As maquiagens tem tempos variados e graus de dificuldade que podem te fazer perder dinheiro cobrando a hora. Depende e varia muito da técnica e dos imprevistos. 

ATENÇÃO! Cobre sempre pela maquiagem feita e seja mais justa consigo mesma. E se você atende a domicílio e não em um espaço físico seu, cobre taxa de deslocamento!!!!

  1. Nada de descontos exagerados ou preços abaixo da média!

As clientes associam preço com qualidade. Ao ver um preço muito abaixo da média é normal pensar que o serviço deve ser sem qualidade e optar por um mais caro. Então, não vá encher suas clientes de descontos ou cobrar menos para atrair clientes. Você trabalhou para chegar até aqui, estudou e se qualificou, como qualquer outra profissão, certo? 

Se quer ganhar 6 anos de experiência como maquiadora profissional, clique aqui!

Então não se preocupe em cobrar pelo seu excelente serviço, você merece e trabalha para isso! 

Use essas dicas e lote sua agenda e dê valor para o seu trabalho! 

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email

Deixe um comentário

Conheça a Essencial Collection

A minha coleção de produtos essenciais que toda maquiadora profissional precisa ter!